'Morreu nos meus braços', diz vizinha sobre filho morto pela mãe

O crime ocorreu no domingo, 18, na zona rural de Boa Hora.

Os moradores de Boa Hora estão chocados com um crime ocorrido na tarde de domingo, dia 18. Um homem identificado como Idelfonso da Silva Sousa, 31 anos, foi assassinado pela própria mãe em um povoado da zona rural do município. O crime, segundo informações, foi motivado por uma discussão política, já que mãe e filho apoiavam candidatos diferentes e um jingle de campanha teria iniciado a briga.

A mulher identificada por Maria Celeste da Silva Sousa, 50 anos, possui transtornos mentais e usou uma faca para assassinar o filho. Segundo relatos, a vítima chegou em casa embriagado, depois de encontrar a mãe ouvindo a música de um candidato a prefeito teria se tornado agressivo e destruído objetos dentro da residência. Celeste terminou desferindo uma facada em Idelfonso. Após o crime, ela foi presa e transferida para  a cidade de Barras. 

 Idelfonso da Silva Sousa
Idelfonso da Silva Sousa

O delegado de Barras, Arthur Leal,  falou sobre o caso. "Houve discussão entre mãe e filho. Durante desentendimento, ela desferiu vários golpes de faca no próprio filho. Se você conversar com ela, a mãe, pensa que ela está embriagada, mas é o temperamento normal. Ela responderá por homicídio. O esposo dela também está sendo ouvido. Trata-se de um crime triste, trágico. Nós vamos procurar mostrar a motivação perante a sociedade”, Afirmou.

Questionado sobre a motivação do crime, o delegado explicou que as investigações ainda estão em andamento. “Ela apresenta distúrbio mental, inclusive, segundo relato dos policiais, ela já foi internada em um hospital. Em virtude dessa doença e segundo informações, o filho também está passando por problemas e ontem teria ingerido bebida alcoólica”, explicou.

Uma vizinha, que não teve o nome divulgado, relata que presenciou discussão entre os dois. “Ouvi o barulho da pancada na hora em que ela esfaqueou ele. Ela desceu a facada nele, uma facada mortal. Ele disse assim: 'ela me matou'. Ele saiu correndo e ao chegar debaixo de uma árvore, caiu. Ele ficou se tremendo e nós, eu e minhas filhas, chorando muito. Ele era um menino muito carinhoso, muito querido. Que Deus acolha ele”, relatou.

Ela conta que ainda tentou socorrer a vítima. "Nós estamos todos revoltados com essa situação. Ele era um bom menino e morreu nos meus meus braços”, afirmou.


Fonte: Portal Meio Norte