Morte de empresário é esclarecida e foi causada por um acerto de contas em SLZ

O delegado disse que o trabalho de investigação está sendo concluído

O delegado Maymone Barros afirmou nesta tarde, que está esclarecido o assassinato do empresário Joaquim Felipe de Sousa Neto, o Joaquim Laurixto.

O delegado disse que o trabalho de investigação está sendo concluído, mas garantiu que a morte do empresário está ligada a uma rede de crimes.

Crime

O empresário Joaquim Laurixto foi morto a tiros na Avenida Lourenço da Silva, próximo ao terminal de Integração do São Cristovão. Segundo informações, quatro homens que estavam em um veículo Siena de cor preta atiraram contra a vítima que morreu na hora.

Joaquim Laurixto, foi condenado a reclusão por envolvimento na morte do delegado Stênio Mendonça. A participação de Laurixto teria sido caracterizada pelo pagamento de parte da empreitada, além de ter providenciado um dos pistoleiros envolvidos no crime, o Zé Júlio.

Joaquim Laurixto, havia sido condenado a 16 anos por homicídio qualificado, somados com três anos por formação de quadrilha e cumpria pena em regime semi-aberto.

A morte do delegado Stênio Mendonça, ocorrida em 25 de maio de 1997, na avenida Litorânea, já rendeu aos acusados nada menos de que 151,8 anos de reclusão.

Fonte: Imirante