Moto é furtada na frente do prédio da Polícia Civil

A ousadia dos bandidos está cada vez maior

Em três dias, bandidos mostraram ousadia em desafiar a Polícia Civil em sua sede principal, no Centro de Fortaleza

A ousadia dos bandidos está cada vez maior. Esta semana, uma motocicleta foi furtada do estacionamento da Secretaria de Finanças do Município, que fica de frente para a Praça dos Voluntários, e ao lado do prédio da Superintendência da Polícia Civil, na Rua do Rosário, em pleno Centro de Fortaleza.

A ocorrência, registrada na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) às 12h33 do último dia 16, dava conta do furto da motocicleta Honda CG125, de cor preta, placa HXJ-3221-Ce, de propriedade de uma empresa de factoring. A queixa foi prestada por Francisco Lindomar de Oliveira dando conta de que o horário aproximado do furto fora às 12 horas daquele mesmo dia.

Neste horário, circulam centenas de policiais civis - e algumas vezes, militares - naquela área do Centro de Fortaleza. No prédio da Superintendência funcionam atualmente delegacias como a Central de Flagrantes, Departamento de Inteligência Policial (DIP), Delegacia de Narcóticos(Denarc), Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), por onde passam dezenas de pessoas todos os dias da semana.

Estranhamente, na relação de veículos roubados, furtados e localizados do boletim da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), o furto não aparece entre as 11 ocorrências daquele dia. Entre as 11, apenas duas falam sobre furto e roubo de motos, nos bairros Montese e Pan Americano, respectivamente.

O Diário do Nordeste tentou contato com o superintendente da Polícia Civil, Luiz Carlos Dantas, ontem à noite, para falar sobre o caso, mas ele não atendeu às ligações feitas para o seu celular.

Fuga

Recentemente, outra ação ousada de bandidos - dentro da Superintendência - chamou a atenção. Seis presos fugiram do xadrez da Central de Flagrantes, que fica no térreo daquele prédio, na noite do dia 13.

O grupo, segundo a Polícia, fez um buraco em uma das paredes do prédio para escapar. No xadrez, na hora da fuga, havia 11 presos. Os fugitivos foram identificados como Robério Gomes da Silva; Fábio Andrade Soares; Fabrício de Moura Lima; José Pereira dos Santos; Sidney Francisco de Oliveira e Rafael de Souza Frutuoso. Três estavam presos por furto, dois, por assalto e um era acusado de tráfico de drogas

Fonte: Diário do Nordeste