Motorista de van escolar rapta mulher de 22 anos e a estupra em oficina

Depois do estupro, Glaidson ainda levou a garota até uma rua deserta no bairro Dona Clara, onde a abandonou

Um motorista de van escolar raptou uma mulher no centro de Belo Horizonte, a estuprou dentro de uma oficina e, ao ser preso, alegou que tinha "feito um programa". O crime aconteceu no início da manhã deste sábado (11).

A vítima, de 22 anos, atravessava a avenida Olegário Maciel, às 4h30, para encontrar o namorado que trabalha como taxista na região. Glaidson Gomes Simões, 33 anos, se aproximou em alta velocidade e fingiu estar armado para obrigar a mulher a entrar na van.

Em seguida, dirigiu até uma oficina no bairro São Bernardo, na região norte, onde praticou o crime. Segundo o cabo Wanderley Ribeiro, da 16ª Companhia do 13º Batalhão, a vítima foi ameaçada com um alicate de pressão.

? Ele ameaçava apertar a cabeça dela, foi bastante agressivo.

Depois do estupro, Glaidson ainda levou a garota até uma rua deserta no bairro Dona Clara, onde a abandonou. A vítima ligou para o namorado e conseguiu levar a polícia até a oficina.

? Conseguimos chegar até a casa do suspeito, no Cachoeirinha, e expliquei a situação para a mãe dele, que permitiu nossa entrada. Ele disse que tinha feito um programa na Afonso Pena e negou o estupro.

De acordo com o policial, o namorado da vítima ficou desesperado ao passar a madrugada ligando para seu celular, que foi desligado pelo estuprador. Glaidson foi preso em flagrante e deve ser levado para a 7ª delegacia. A vítima era medicada no Hospital Odilon Behrens até as 13h e ainda prestaria depoimento.

Fonte: r7