No PI,  mototaxistas denunciam ilegais após agressão

No PI, mototaxistas denunciam ilegais após agressão

A denúncia é de que há clandestinos atuando até mesmo em frente à sede Prefeitura de Teresina, também no centro

Um grupo de mototaxistas procurou o sistema Integrado de Comunicação Meio Norte na manhã de ontem para reclamar que estão sofrendo agressões de um grupo que atua na atividade de mototaxi de forma ilegal. Eles informaram que pelo menos duas agressões já foram feitas contra mototáxis legalizados na região da Avenida Frei Serafim, no centro de Teresina, com o intuito de intimidar a presença de quem trabalha legalizado.

De acordo com os denunciantes, a última agressão deu-se há cerca de dois meses, quando um grupo de mototaxistas irregulares que faz ponto perto do cruzamento da Rua Anísio de Abreu com a Avenida Frei Serafim tentou intimidar mototaxistas regularizados que tem um ponto em uma área próxima.

?Estamos perdendo espaço para os ilegais, que aumentam a cada dia e a fiscalização não consegue coibir isso. Já fomos ao quartel da Polícia reclamar, eles nos ouviram e prometeram providências, mas até agora praticamente nada foi feito. Temos conhecimento de mais de 20 mototaxistas clandestinos nas paradas de ônibus da Frei Serafim?, disse o mototaxista Antônio de Moura Fé Neto.

A denúncia é de que há clandestinos atuando até mesmo em frente à sede Prefeitura de Teresina, também no centro.

?Os ilegais também estão na frente do Shopping da Cidade, embaixo do nariz da fiscalização. Eles também estão tomando nosso espaço na portaria de eventos. Não se trata de querer impedir ninguém de trabalhar, mas de garantir que as normas sejam cumpridas?, disse Moura Fé.

Os mototaxistas também reclamam de que a classe não dispõe de representatividade na Câmara de Vereadores da capital, e que isso os prejudica na tarefa de lutar pela consecução de benefícios como os que são experimentados pelos taxistas, a exemplo da isenção do IPI ? Imposto sobre Produtos Industrializados.

Fonte: JMN