THE: Mototaxistas se revoltam contra os crimes na categoria

O assassinato ocorrido após um assalto na madrugada de quinta-feira deixou os mototaxistas inconformados

Mototaxistas estão indignados com a morte do companheiro Jhonatas Martins da Rocha, conhecido como ?Lorin?, que foi alvejado na madrugada de quarta para quinta-feira na Vila da Paz.

Só esta semana já aconteceram três assaltos a mototaxistas, em um deles, inclusive, um mototaxista ficou ferido com tiro na costela e no braço. O assassinato foi a gota d?água e a categoria, revoltada, vai cobrar providências das autoridades.

Segundo o mototaxista R. R., que trabalhava no mesmo ponto de Jhonatas, este saiu em defesa de um colega mototaxista que estava sendo assaltado nas imediações do viaduto, próximo à Rodoviária Lucídio Portela.

O assalto ocorreu com outro mototaxista por volta das 04 horas da manhã da quinta-feira e foi realizado por dois indivíduos que estavam em bicicletas e portavam armas de fogo. Os mototaxistas foram informados do assalto por um taxista no ponto em que trabalham, na frente da rodoviária.

Sabendo disso, foram perseguir os bandidos a fim de recuperar os bens que foram levados, mas ao encontrarem os criminosos, foram alvejados por tiros e um destes acertou o olho de Jonatan.

?São bandidos perigosos, assaltantes, matadores de gente. Eles são da Vila da Paz e a população e os mototaxistas conheciam eles. Nós estamos com raiva, revoltados com esta situação.

Falar em justiça é até vergonhoso. Você prende um cara e amanhã já está solto. Vieram umas 20 viaturas pra ver o corpo. A Polícia não faz nada?, cobra R.R., indignado com a morte do colega de trabalho e com os riscos a que os trabalhadores estão sujeitos frequentemente.

O presidente do Sindicato explica que este protesto é necessário para que o poder público puna os culpados e melhore a segurança. ?A manifestação é para que a gente possa chamar a tenção das autoridades, porque não pode ficar mais um caso desses impune. O secretário tem que botar mais polícia e segurança?, observa.

Na manhã de ontem, os mototaxistas se mobilizaram fazendo uma ronda no bairro Vila da Paz com a intenção de encontrar os suspeitos conhecidos como ?Renan? e ?Celim?.

Sem sucesso, foram ao IML agilizar a liberação do corpo e dar suporte à família de Jonatan, que, segundo eles, tinha acabado de se casar e deixou dois filhos.

Fonte: Vicente de Paula