MP faz gravação de prisão de diretor suspeito de levar presos para casa

Rondinelle Santos é diretor do Presídio João Chaves, na zona Norte de Natal. Preso no sábado (12), ele alega inocência e foi libertado no domingo (13)

Um vídeo gravado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte mostra o momento da prisão de Rondinelle Victor dos Santos, responsável pela administração do complexo penal Doutor João Chaves, unidade que fica na zona Norte de Natal. O diretor da unidade prisional foi preso em flagrante no sábado (12) suspeito de ter levado três presos para trabalharem na reforma da casa dele, no bairro de Passagem de Areia, em Parnamirim, cidade da Grande Natal.

O diretor foi solto no domingo (13). A defesa dele entrou com um pedido de anulação de flagrante e outro de liberdade provisória. A Justiça acatou o segundo pedido e Rondinelle foi liberado.

Nas imagens, dois carros e uma caminhonete da Polícia Militar abordam os detentos na hora em que eles entravam no carro oficial usado pelo diretor. Momentos depois Rondinelle aparece de camisa regata azul. O administrador do complexo penal Doutor João Chaves recebe voz de prisão e é levado dentro de um carro da PM. Os três presos também são colocados na caminhonete.

Imagens contradizem diretor

Outro vídeo gravado pelo Ministério Público contradiz a defesa de Rondinelle e mostra a chegada do diretor e dos três detentos à residência. Os presos estão sem algemas e um deles abre o portão do imóvel. É possível ver também que um dos detentos sobe em uma escada que dá acesso ao primeiro andar da obra.

As imagens ainda mostram o diretor deixando a casa no carro oficial e os presos trabalhando sozinhos, sem nenhuma supervisão, inclusive do lado de fora da casa. Em depoimento na delegacia, um dos detentos confirmou que trabalhava como pedreiro, que Rondinelle teria levado o trio até o Centro de Detenção Provisória de Pirangi (CDP) para medir paredes de uma obra na unidade. Sobre estarem na casa do diretor, o detento afirma que o diretor foi até a casa pois a mulher havia sido operada há 10 dias, versão confirmada pela defesa.

Fonte: G1