MP-PI pede internação de adolescentes envolvido em estupro coletivo

O MP-PI apresentou representação pedindo internação de menores

O Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI), através da 1ª Promotoria de Justiça de Bom Jesus, região Sul do Piauí, apresentou ao juiz da Comarca daquele município uma representação solicitando a internação provisória dos adolescentes acusados de participação em estupro coletivo. A Promotora de Justiça Gabriela Santana, que acompanha a investigação do caso, justifica que o pedido é baseado nos indícios de autoria e materialidade. O prazo de internação tem duração máxima de 45 dias, não sendo possível a prorrogação da internação provisória.

A Promotora de Justiça pediu que seja realizado um estudo psicossocial com os jovens, seus familiares ou responsáveis, para que sejam encaminhadas informações sobre a situação pessoal, familiar e social dos adolescentes.

As informações constantes no auto de apreensão indicam que o fato ocorreu na madrugada de 19 para o dia 20 de maio, na semana passada, quando uma jovem foi encontrada pela população em uma obra abandonada e sem roupas. O laudo médico atestou a conjunção carnal. A jovem teria sido embriagada por quatro adolescentes e um jovem de 18 anos.

Nesta segunda-feira (23), o Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (Nupevid) divulgou nota em que repudia e lamenta mais um fato de violência praticado contra mulher.

O único preso foi Roberto Silva de Oliveira, 18 anos, que teve sua participação confirmada no crime, os outros envolvidos possui menos de 17 anos.


Fonte: Portal Meio Norte