Mulher aciona "botão do pânico" após ameaça e polícia prende o ex-marido

Equipamento começou a ser usado por mulheres da capital em abri de 2013.

Pela primeira vez após a distribuição de botões do pânico para mulheres de Vitória, um homem foi preso na capital, na tarde desta quinta-feira (25), no bairro Jabour. Uma dona de casa, que não quis ser identificada, acionou o equipamento após receber ameaças do ex-marido. Segundo a vítima, a situação é frequente há dois anos. O homem foi encaminhado à Delegacia da Mulher.


Mulher aciona

Mulheres vítimas de violência doméstica começaram a receber botões do pânico em abril deste ano. Trata-se de um dispositivo eletrônico de segurança preventiva que possui GPS e também gravação de áudio. No momento em que o botão é pressionado, disponibiliza um processo de escuta e a central de monitoramento recebe um chamado. A Guarda Municipal da capital disponibiliza quatro viaturas para atenderem exclusivamente as demandas relacionadas à Lei Maria da Penha geradas por meio do dispositivo.

A vítima contou que uma medida protetiva da Justiça obriga que o ex-marido mantenha distância de, pelo menos, 300 metros dela, mas isso não era cumprido. Na tarde desta quinta ela recebeu o botão do pânico e cerca de três horas depois precisou acioná-lo.

O ex-marido foi até a casa da mulher e fez várias ameaças. ?Ele chegou perto do meu apartamento e começou a gritar que o imóvel era só dele, e que ele entraria e sairia a hora que ele quisesse. Além disso, ele tirou algumas fotos e começou a me amedrontar, foi então que eu apertei o botão do pânico?, contou. A Guarda Municipal de Vitória foi até a residência dela.

Após a prisão, a dona de casa contou que se sente mais segura. ?Eu apanhei dele três vezes, até chegar ao ponto que cheguei hoje. Mas agora estou muito feliz com a proteção que estou tendo e gostaria que todas as mulheres também tivessem essa proteção?, disse.

Fonte: G1