Mulher admite ter sedado 11 bebês com morfina e Diazepan

Após ser detida na sexta-feira, Vanessa foi indiciada por tentativa de homicídio

A técnica de enfermagem Vanessa Pedroso, 25 anos, admitiu à Polícia Civil do município de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre (RS), ter injetado alta dosagem de sedativos em 11 bebês nascidos na maternidade no hospital da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). A informação foi dada pelo delegado responsável pelo caso, Guilherme Pacífico, durante entrevista coletiva neste domingo citada pelo Tele Domingo.

Segundo ele, cada bebê recebia a dose de uma mistura de morfina e Diazepan. A funcionária alegou que estava perturbada por causa de problemas pessoais com religião e família, além da frustração por não ter sido médica.

Após ser detida na sexta-feira, Vanessa foi indiciada por tentativa de homicídio e encaminhada à Penitenciária Feminina Madre Pelletier, em Porto Alegre. Logo após a prisão, no entanto, ela negou ter aplicado o medicamento nos bebês.

Segundo a Polícia Civil, a denúncia partiu do próprio hospital. Desde a última segunda-feira, os agentes investigavam o uso indevido de medicamentos a base de benzodiazepínicos.

Todas as 11 crianças internadas na UTI receberam os sedativos nas primeiras seis horas de vida. As crianças estão internadas na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital, de acordo com a Polícia Civil gaúcha.

Fonte: Terra, www.terra.com.br