Mulher morta com amiga aguardava teste de DNA de suspeito do crime

Autoridades acreditam que o crime teve participação de mais de uma pessoa

As amigas Bruna Veloso França, de 28 anos, e Andreia Pereira Cobucci, de 30, foram mortas a facadas. Os corpos foram encontrados em um rio na região de Cotia, Grande São Paulo. Elas trabalhavam juntas em uma empresa de cosméticos. O principal suspeito do crime é o ex-marido de Andreia.

Robson Penna é ex-namorado de Andreia e principal suspeito. Penna aguarda o resultado do teste de DNA para saber se é pai do filho de Andreia.

Andreia chegou a registrar três boletins de ocorrência contra Penna alegando ameaça de morte.

Na chegada à delegacia, Penna negou as acusações:

? Jamais eu ia fazer isso com ela. Nunca ameacei e nunca gritei.

A polícia trabalha com as hipóteses de latrocínio (roubo seguido de morte) e crime passional. As autoridades também acreditam que o crime teve participação de mais de uma pessoa.

As suspeitas são de que o alvo era Andreia e que Bruna foi morta apenas por estar na companhia da amiga.

O pai de uma delas chegou a desmaiar no local em que os corpos foram encontrados. Uma funcionária da empresa onde as amigas trabalhavam foi quem fez o reconhecimento dos cadáveres.


Mulher assassinada com amiga em Cotia aguardava teste de DNA de suspeito do crime

Mulher assassinada com amiga em Cotia aguardava teste de DNA de suspeito do crime

Fonte: r7