Mulher confessa que matou marido a tiros enquanto ele dormia

Mulher alegou que sofria violência do parceiro

Marluce de Figueiredo Borges, de 26 anos, confessou ter matado a tiros o marido, o empresário Diorges Luciano de Assis, de 28 anos, em São Paulo. A mulher teria esperado o marido dormir e disparado duas vezes contra a cabeça dele. Na delegacia, a suspeita alegou que não aguentava mais ser agredida por Assis.

Mulher mata marido a tiros (Crédito: Reprodução)
Mulher mata marido a tiros (Crédito: Reprodução)

O corpo do empresário foi encontrado dentro do seu carro, no banco de trás, em uma rua pouco movimentada. O primo da vítima que o encontrou, após darem conta do sumiço de Assis. Nada havia sido levado, mas a suspeita inicial era de tentativa de assalto.

Porém, no decorrer da investigação, a polícia foi até a casa da vítima averiguar o local. Foi quando encontrou manchas de sangue sob o colchão, que havia sido virado. Quando Marluce foi ser ouvida na delegacia, ela decidiu confessar o crime.

No local, a suspeita afirmou que comprou um revólver calibre 22 para se defender do marido. Ela teria também aprendido a atirar. Em depoimento, Marluce afirmou que deu dois tiros na cabeça da vítima enquanto ela dormia, arrastou o corpo até o carro e abandonou o veículo numa área afastada.

Como não foi pega em flagrante, Marluce foi liberada após prestar depoimento. A liberação causou revolta entre amigos e familiares.

Diorges era dono de uma loja de peças e a mulher trabalhava na área administrativa da empresa. Apesar de Marluce alegar maus tratos e violência doméstica, a família da vítima tem outra versão.

De acordo com familiares, o casal brigava demais, por isso, o empresário teria decidido se divorciar no início deste ano, mas a algoz não aceitava o fim do relacionamento


Fonte: Com informações do R7