Mulher confessa ter matado filha de 7 anos no Ceará

Uma perita encontrou hematomas no pescoço da vítima

Uma mãe admitiu ter matado a filha de 7 anos na cidade de Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza. Ela foi presa na noite desta quinta-feira e levada à Delegacia de Capturas. Zacla Patrícia de Moura Silva, 23 anos, também é suspeita de assassinar o marido e abusar sexualmente de outras duas meninas.

De acordo com o 29º Distrito Policial, vizinhos da mulher denunciaram à polícia que ela torturava a filha. Os relatos também diziam que ela odiava a menina. Na segunda-feira, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência entrou na casa onde Zacla morava e encontrou a criança morta na cama. O Samu constatou morte natural. No entanto, o delegado Vicente Ferreira afirma ter desconfiado da morte e chamado uma perícia para examinar o corpo.

Uma perita encontrou hematomas no pescoço da vítima e constatou que a mãe sufocou a filha até a morte. Somente na quarta-feira Zacla confessou o crime, mas não foi presa por não haver flagrante. Ela ficou escondida em um endereço não divulgado por medo de se linchada pela comunidade. Ontem ela foi levada à Delegacia de Capturas, onde está sendo ouvida pelo delegado Ferreira.

Outros Crimes

Zacla Patrícia estava há cerca de um mês no Ceará. Ela veio do município de Brazlândia, no Distrito Federal, onde é suspeita de ter assassinado o marido. A mulher estava morando na casa da chefe de sua irmã, em Maracanaú.

De acordo com a Polícia Civil, existem denúncias de que ela molestou sexualmente duas crianças, uma delas a filha da patroa da irmã. A menina teria revelado o crime à polícia de forma "inocente", segundo a 29º DP.

Fonte: Terra, www.terra.com.br