Mulher de 28 anos é assassinada pelo amante do marido

O marido, de 24 anos, trabalhava como caseiro no local e também é suspeito de participação no crime

19/07/2012 - 18:53
Corpo foi encontrado em um riacho.
Corpo foi encontrado em um riacho.
Foto: Divulgação

A investigação do desaparecimento de uma jovem de 28 anos resultou na descoberta de um crime passional em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Nesta quarta-feira (18), a Polícia Civil prendeu um trabalhador rural de 26 anos, suspeito de ter matado a jovem, que é esposa do amante dele, em uma fazenda no Bairro Ponte Alta, na zona rural.

O marido, de 24 anos, trabalhava como caseiro no local e também é suspeito de participação no crime. Ainda, de acordo com a Polícia Civil, o filho de casal, de três anos, pode ter sido vítima de uma tentativa de envenenamento.

Segundo a Polícia Civil, os dois suspeitos mantinham um relacionamento e a vítima não aceitou. A delegada Vivian Caroline Borges, que cuida do caso, afirmou que o irmão do caseiro foi quem apresentou o suspeito ao casal para que ele pudesse trabalhar na fazenda. "Eles foram apresentados há oito meses e, há dois, os três moravam na mesma casa junto com os dois filhos do casal, um de três anos e outro de poucos meses. Neste período, os suspeitos começaram a ter um relacionamento amoroso", explicou Borges.

A delegada informou que os dois suspeitos foram flagrados pela mulher há um mês, época na qual ela foi para Brasília de Minas, no norte do estado, cidade natal dela. Após um desentendimento entre os dois amantes, o trabalhador rural foi expulso da fazenda pelo marido da vítima.

Com a promessa de que os amantes se separariam e o suspeito sairia da casa, a vítima voltou para Uberaba no último dia 13. Um dia depois, a mulher foi dada como desaparecida. "O marido e os irmãos dela foram até a delegacia para fazer a denúncia de desaparecimento e começamos as investigações. Foi quando descobrimos fortes indícios da participação do trabalhador rural no desaparecimento e pedimos a prisão preventiva dele", disse a delegada.

Prisão e confissão

O mandado de prisão preventiva foi cumprido em Uberlândia, nesta quarta-feira (18). O suspeito foi preso pela Polícia Civil na casa da mãe dele e levado a Uberaba para prestar depoimento. De acordo com Vivian Borges, o homem confessou que matou a mulher e jogou o corpo em um riacho dentro da fazenda. Ele disse ainda que o marido da vítima também teve participação.

"Na oitiva, o suspeito disse que a mulher e o marido estavam mantendo relações sexuais quando o trabalhador rural a enforcou. Ainda segundo o suspeito, o marido teria segurado ela na cama. Ele confessou o crime dizendo que ainda amava o caseiro", afirmou. A delegada disse que representou contra o marido da vítima na Justiça e a perícia vai confirmar a versão dada pelo suspeito.

O marido da vítima foi detido também nesta quarta-feira, em Uberaba. A delegada informou que foi feita uma acareação com os dois suspeitos e as investigações continuam.

Criança envenenada

A delegada Vivian Borges afirmou que, durante as investigações, foi encontrada uma porção de veneno na residência do casal. "A porção de veneno de rato seria para a criança de três anos tomar, mas ela não ingeriu. Eles ficam jogando a culpa um para o outro e ninguém assume. Mas tudo isso será investigado", concluiu a delegada.

FONTE: G1
TÓPICOS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ver mais+

DEIXE SEU COMENTÁRIO

voltar para o topo