Mulher denuncia ex-jogador da seleção de vôlei por estupro

Ex afirma que foi abusada durante crise de ciúmes

Priscila Melo, ex-mulher do jogador de vôlei Leandrão, denuncia o atleta por violência doméstica. Ele possui passagens pela seleção brasileira, Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube, Leandro Araújo da Silva, o Leandrão, joga no Espadon Szczezin, na Polônia, onde teria ocorrido a briga. Eles têm um filho de três anos.

A consultora imobiliária conta que ficou na Polônia durante um mês e que no último domingo (10) fizeram uma festa de despedida antes do retorno a Montes Claros, no norte de Minas. Os dois beberam, ela pegou o telefone do atleta e leu uma mensagem de outra mulher.
— Eu peguei o telefone dele e joguei no chão, claro. Eu sou mulher, estava defendendo o que era meu. Ele pegou o telefone, olhou para minha cara e continuou escrevendo. Eu perguntei porque estava fazendo isso comigo. Tornei a pegar o telefone e 'taquei' no chão (sic). Ele pegou minha cabeça, sacudiu bastante na parede e falou para eu não repetir aquilo.

Na postagem, ela ainda acusa o jogador de estuprá-la quando ela desmaiou: 
— Me jogou na parede fazendo um corte na minha cabeça que foi tao forte que até desmaiei. Assim que acordei, com a cara toda ensanguentada, vi que tinha abusado de mim. Isso tudo na frente do nosso filho de 3 anos 

Ela ainda reclamou do tratamento que recebeu da polícia polonesa, que teria desconfiado da história. Logo que chegou a Montes Claros, a consultora imobiliária procurou a delegacia para registrar ocorrência .

Pelo Facebook, uma das irmãs de Leandrão afirma que Priscila está mentido para acobertar que se feriu durante uma "crise de loucura" e que o atleta "já tinha falado que não queria mais nada" com ela. A irmã firma que "temos as gravações da sua crise de loucura, do apartamento destruído que você bêbada quebrou".

Na mesma rede social, o jogador negou as agressões, disse estar com a "consciência tranquila" e acusou a ex de denunciá-lo "sem provas do que houve somente pelo prazer de ver o mal do próximo".


Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do R7