Mulher é acusada de encomendar morte do marido em Teresina

Lourenço Nonato de Sousa Neto foi morto a tiros em abril de 2015.

Nesta sexta-feira, dia 26 de agosto, uma mulher identificada como Tânia Maria de Freitas, conhecida apenas como Claudia, foi presa acusada de  mandar matar seu próprio marido,Lourenço Nonato de Sousa Neto, de 67 anos, assassinado a tiros no bairro Promorar, na zona Sul de Teresina, em abril de 2015. 

De acordo com informações da Delegacia de Homicídios, que investiga o crime, foi iniciada investigação e após cruzamento de informações com serviço de inteligência, se chegou até a acusada que teria encomendado a morte do aposentado que, no dia do crime, estava acompanhado de um homem identificado por Elias, quando dois suspeitos chegaram em uma motocicleta atirando contra eles na avenida principal do bairro Promorar, na zona Sul de Teresina.

Elias morreu no local do atentado. Lourenço Nonato foi baleado no abdômen e levado para atendimento médico no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde morreu por volta de 01h30 do dia 20 de abril, uma segunda-feira. 

Ele era aposentado, mas continuava trabalhando como carpinteiro. Os homens eram amigos e foram baleados às 5h da manhã quando estavam a caminho do trabalho.


Fonte: Portal Meio Norte