Mulher é assassinada a pedrada e tem crânio esmagado no MA

Mulher é assassinada a pedrada e tem crânio esmagado no MA

O principal suspeito seria Reginaldo Pereira Noronha, de 44 anos, conhecido como “Aleijadinho”, com quem “peteca” vivia.

Uma mulher, cujo apelido seria ?Peteca?, foi encontrada morta, numa casa abandonada, na Rua 17 do bairro Cohajap, em São Luís do Maranhão. Ela levou uma pedrada na cabeça. O crime teria ocorrido na sexta-feira (16) e, segundo a polícia, o principal suspeito seria Reginaldo Pereira Noronha, de 44 anos, conhecido como ?Aleijadinho?, com quem ?peteca? vivia no local. Reginaldo foi preso e encaminhado para a delegacia do Vinhais. Ele negou ter matado a mulher, que identificou como sendo Tarlândia Pereira da Silva, de 25 anos. Ele acusa um homem conhecido como ?Beto? de ser o autor do crime. A motivação, segundo Reginaldo, seria pelo fato de ?Peteca? ter cobrado de ?Beto? um facão que seria do companheiro.

Reginaldo informou, ainda, que ele e ?Peteca? moravam juntos há 3 anos e seis meses.

Na versão de Reginaldo, ele estava à procura da mulher quando a encontrou na casa onde viviam, ainda com sinais de vida. Ele teria tentado socorrer a companheira, mas não teria dado tempo.

?Fiquei lá esperando a polícia. Quando eles chegaram, me colocaram na viatura dizendo que era para eu ajudar a encontrar o homem quem fez isso com ela, mas me trouxeram para a delegacia e me deixaram preso. Eu não matei minha mulher. Amava ela e quem ama não mata?, disse Reginaldo.

De acordo com informações repassadas pelos policiais militares que prenderam Reginaldo, esse não seria o primeiro homicídio que ele teria cometido. ?Aleijadinho?, que é natural de Sergipe, já teria matado uma mulher em Belém, local onde morava antes de vir para o Maranhão.

Fonte: Jornal Pequeno