Mulher é atropelada, leva 9 tiros e sobrevive

A mulher foi ouvida informalmente pela delegada no Hospital das Clínicas, onde está internada

A Polícia Civil investiga o caso de uma mulher de 42 anos que sobreviveu após ser atropelada e levar nove tiros na segunda-feira (14) em Ribeirão Preto, a 313 km de São Paulo.

Segundo a Delegacia de Defesa da Mulher, Lucilara Leoni foi alvejada pelo irmão Francisco José Leoni, de 40 anos, que está foragido. De acordo com a mulher, a disputa por uma herança motivou a agressão.

"Apesar da violência do caso, ela está bem e deverá ter alta em breve, e aí prestará depoimento para darmos sequência ao inquérito", diz a delegada Maria Beatriz Moura Campos.

A mulher foi ouvida informalmente pela delegada no Hospital das Clínicas, onde está internada. "Ela alega que é uma disputa por herança, mas isso ainda será investigado", afirma Campos. A camionete usada por Francisco foi apreendida. A arma do crime ainda não foi localizada.

O crime aconteceu na rua onde os irmãos moram, na Vila Virgínia. Após ser atropelada, Lucilara ainda foi atingida por nove tiros de 11 disparados.

Fonte: g1, www.g1.com.br