Mulher é detida com 600 cartões de seguro-desemprego

Mulher é detida com 600 cartões de seguro-desemprego

Grupo abordava trabalhadores na fila do benefício e adulterava documentação

A quadrilha presa por agentes da Delegacia Fazendária da Polícia Civil do Rio por fraude no seguro-desemprego era chefiada por uma mulher. Ela foi presa em casa nesta segunda-feira (20) e, com ela, foram encontrados 600 cartões e dezenas de carteiras de trabalho. Seu ex-marido, acusado de fazer parte do esquema, e outras duas pessoas também foram presas.

Segundo a polícia, o grupo agia há mais de um ano, abordando trabalhadores na fila da Superintendência Regional do Trabalho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Os criminosos prometiam agilizar o atendimento e levavam as vítimas para um escritório, onde a documentação era alterada para aumentar o valor do benefício.

Com a documentação falsa em mãos, um funcionário público alterava as informações no sistema e agilizava o pagamento. A primeira parcela do seguro ficava com a quadrilha. Para garantir o recebimento do dinheiro, a quadrilha ficava com a carteira de trabalho e o cartão cidadão da vítima.

"O que choca nessa quadrilha é que ela se vale de pessoas humildes. Pessoas desesperadas, desempregadas, que acreditavam na promessa de uma agilidade e de uma vantagem inexistente. Muitas vezes as pessoas nem sabiam que estavam fazendo parte de uma estrutura criminosa?, disse a delegada Isabela Santoni.

Segundo a polícia, uma pessoa ainda está foragida e 13 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. As investigações começaram há cerca de um mês, depois de uma denúncia da Secretaria Estadual do Trabalho.

Fonte: g1, www.g1.com.br