Mulher é morta com 16 facadas e tem braços decepados no Piauí

A polícia acredita que o acusado seja o seu ex-companheiro.

No início da noite desta quarta-feira (10/12), uma mulher identificada como Marlene Canuto da Silva, de 30 anos, foi assassinada com pelo menos 16 facadas e teve as mãos e os braços decepados no povoado Varjota, a 3 km do Centro do município de Esperantina.

A vítima, que reside no bairro Alecrim, recebeu profundos cortes pelo corpo inteiro, inclusive na cabeça. A família acredita que seja um crime passional, visto que ela já vinha sendo ameaçada pelo acusado, que foi identificado apenas como Naldo. Segundo os parentes, além de terem um relacionamento os dois eram primos.

A mãe de Marlene já havia registrado um boletim de ocorrência na delegacia da cidade por conta das diversas ameaças que a vítima vinha recebendo. O casal tinha um namoro cheio de conflitos e brigas e esse pode ter sido um dos motivos do crime bárbaro.

"Ela ficou com ele uns cinco meses. Eu denunciei ele e ele avisou que ia me matar, matar minha filha, meu filho e todo mundo que estivesse presente", afirmou.

O corpo foi levado para o Hospital de Esperantina. A polícia da cidade está realizando diligências no sentido de realizar a captura do assassino.

Image title

Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações de Paulo Melo