Mulher é morta porque se negou a fazer sexo com acusados do crime

A vítima foi encontrada no meio de um matagal, sem roupas

Um homem preso e o adolescente apreendido acusados do homicídio e estupro de Soraya Medeiros, na região metropolitana do Rio, cometeram o crime porque o mulher não queria manter relações sexuais com os dois. Testemunhas que estavam com Soraya num bar contaram à polícia que Soraya não queria ir para a casa do adolescente, mas foi levada pelos dois.

— Ela foi levada, mas mesmo assim não quis fazer sexo com eles e saiu em direção a um ponto de ônibus. No local, ela foi agredida e imobilizada até desmaiar. Segundo o depoimento do próprio adolescente, Soraya foi estuprada antes de ser morta. Ele ainda disse que não concordou com o homicídio — afirmou o delegado.

A vítima foi encontrada no meio de um matagal, sem roupas, com sinais de violência e asfixia. Testemunhas do crime foram localizadas depois que a polícia encontrou um vídeo, que circula pela internet, em que a mulher aparece num bar, horas antes do crime.

William vai responder por homicidio qualificado, estupro e corrupcao de menores e o menor, de 16 anos, por estupro.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Extra