Mulher é presa acusada de racismo contra funcionário negro

"Volta para sua senzala", disse ela para o homem.

Na noite deste sábado (28), uma mulher identificada como Maria Francisca Alves de Souza, de 58 anos, foi presa acusada de injúria racial no Leblon, zona Sul do Rio de Janeiro. De acordo com informações, a suspeita teria insultado com palavras de cunho racista um funcionário negro de uma rede de supermercados.

De acordo com informações de testemunhas, a suspeita insultou o funcionário com frases de ‘volta para sua senzala’ e ‘quilombo’. Toda a confusão começou quando o homem que foi vítima de racismo teria se negado a prestar um favor para a mulher que queria que ele pegasse um produto enquanto ela aguardava no caixa, o que causou a discussão.

A vítima que foi identificado como Paulo Roberto Gonçalves Navaro, de 45 anos, se disse indignado com as ofensas: “É muito triste que nos dias de hoje aconteçam isso”, afirmou.

No local, a mulher se defendeu dizendo que "senzala" e "quilombo" são, na visão dela, exaltações à raça negra. "Olhem as senzalas das telas de Debret", em referência ao pintor francês Jean-Baptiste Debret, conhecido por suas pinturas sobre o período escravocrata brasileiro no século 19. Sobre o "quilombo", a mulher diz se referir a Zumbi dos Palmares, líder negro e, segundo ela, "ícone da resistência negra".

A Polícia Civil classificou o crime como injúria racial e prendeu a agressora. Maria Francisca foi indiciada pelo crime de injúria racial, que é afiançável.

Mulher acusada de racismo (Crédito: Reprodução)
Mulher acusada de racismo (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1