Mulher é presa em aeroporto com 60 cápsulas de cocaína no estômago

A cabeleleira foi detida ao tentar embarcar para a Espanha


Mulher é presa em aeroporto com 60 cápsulas de cocaína no estômago

Policiais Federais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) de Pernambuco prenderam na noite desta sexta-feira, no Aeroporto Internacional de Guararapes, em Recife, uma mulher com 60 cápsulas de cocaína acondicionadas no próprio estômago. Segundo a Polícia Federal, os agentes desconfiaram da cabeleireira Ana Carolina Baía da Silva, 23 anos, que se preparava para embarcar para Barcelona, na Espanha. Ela demonstrava impaciência e chegou a reclamar de fortes dores no estômago.

Ao ser submetida a uma entrevista, a mulher se contradisse em algumas das suas respostas. Primeiro ela informou que iria se encontrar com uma amiga em Barcelona, mas que não tinha a carta-convite e nem a reserva do hotel. Em seguida, ela disse que iria fazer depois um curso de inglês da Irlanda, mas também não soube dizer onde se hospedaria.

Após a entrevista, Ana Carolina foi submetida a um exame mais detalhado pelo aparelho conhecido como ?Body-Scan? que revelou a presença de várias cápsulas de cocaína no estômago da mulher. Após a descoberta da droga, a suspeita recebeu voz de prisão e foi levada para o Hospital da Restauração para que fosse feito os procedimentos de retirada das quase 700 gramas da droga.

Segundo a PF, a mulher continua internada no hospital. Até a manhã deste sábado, ela havia conseguido expelir 38 cápsulas, faltando ainda 22. Em conversa com os agentes após sua prisão, Ana Carolina informou que ingeriu as cápsulas no Suriname, após ter sido aliciada por uma pessoa em Belém, no Pará, sua cidade natal. O aliciador, segundo a suspeita, ofereceu dinheiro e uma inscrição em um curso de inglês que começaria hoje e terminaria no dia 11 de junho, com estadia e alimentação inclusas.

Após receber alta, a mulher será autuada por tráfico internacional de entorpecentes e caso seja condenada poderá pegar penas que somadas ultrapassam os 20 de reclusão. Além da droga também foram apreendidos, passagens aéreas, cartões de embarque, passaporte, um aparelho celular e vários documentos.

Fonte: Terra