Mulher é presa por praticar sexo com o próprio bebê e gravar vídeo

Ela alegou que era obrigada pelo companheiro a cometer os crimes

Uma mulher de 29 anos foi presa em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba (PR), suspeita de abusar do filho de um ano durante nove meses. De acordo com a delegada Tathiana Guzella, o padrasto da criança, um caminhoneiro de 41 anos, também foi preso suspeito de participação nos crimes.

Image title

— Nós conseguimos levantar em torno de nove meses de diversas formas de abusos. Havia sexo oral e havia diversas formas de masturbação em cima desta criança, utilizando seus membros, inclusive.

De acordo com a dona de casa, ela era obrigada a praticar os abusos, mediante ameaças físicas e psicológicas, como explica a delegada.

— Ela teria sido forçada à prática de sexo oral com a criança, com surras, ameaças e lesões corporais. Até que ponto essa pressão de uma surra poderia gerar tamanha brutalidade por nove meses? Isso considerando as imagens que foram registradas, que foram 43. Eu fico imaginando quantas mais foram realizadas sem serem registradas.

A delegada pediu a prisão preventiva do casal pelo crime de estupro de vulnerável com agravante por se tratar de descendente.

— Além do suspeito responder pelos crimes citados, ele responderá também por rufianismo, pois obrigava a companheira a se prostituir, tirando proveito da exploração sexual.

O casal está preso à disposição da Justiça. A mãe da criança foi encaminhada para a Penitenciária Feminina de Piraquara. O padrasto foi encaminhado para o Centro de Triagem, em Curitiba.


Fonte: Com informações do R7