Mulher é presa suspeita de tráfico de bebês na região metropolitana de BH

Uma mulher de 37 anos foi presa suspeita de participar de um esquema de tráfico de crianças na região metropolitana de Belo Horizonte.

Uma mulher de 37 anos foi presa suspeita de participar de um esquema de tráfico de crianças na região metropolitana de Belo Horizonte. A Polícia Civil desconfia que Eliane Azzi integrava uma quadrilha especializada no crime. foi encontrada após uma grávida com documentos falsificados entrar em contradição.

Eliane foi encontrada após uma mulher identificada como Selena Castiel Gualberto dar entrada no Hospital Regional de Betim em trabalho de parto. Ela chegou acompanhada da suspeita, que afirmou ser patroa da paciente. Ao ser questionada pela equipe médica, a gestante entrou em contradição e acabou revelando o nome verdadeiro.

Desconfiado da atitude da paciente e da insistência de Eliane em ficar com a criança antes mesmo que a mãe tivesse alta, o diretor do hospital chamou a polícia.

? Elas demonstravam uma ansiedade muito grande em retirar a criança. Foi mais de uma tentativa, várias pessoas tentaram.

A Polícia Civil fez uma operação e prendeu em flagrante a mulher que afirmava ser amiga de Selena. De acordo com o delegado Tito Barrichelo, a equipe descobriu que todos os documentos apresentados na unidade de saúde eram falsificados.

? A verdadeira Selena era uma advogada que estava em Pernambuco.

Quadrilha

Eliane foi levada para a delegacia, onde disse que os documentos eram verdadeiros e que era muito amiga de Selena. O celular da mulher foi apreendido. Nele o delegado encontrou mensagens que ela trocou com uma pessoa ainda não identificada.

Em um dos textos, Eliane demonstra preocupação com os questionamentos das psicólogas do hospital.

A mãe e o bebê permanecem internadas em observação. A paciente na verdade se chama Janaína Carvalho e contou ao delegado que tinha intenção de doar o filho, por não ter condições de cuidar da criança. Ela chegou a anunciar a ideia em um blog, na internet.

A polícia ainda não sabe quanto Selena pagaria pelo bebê, mas a mulher que está em Pernambuco ainda vai ser investigada. Com a prisão de Eliane, a Polícia Civil pretende chegar a outras pessoas que estejam ligadas ao tráfico de crianças em Belo Horizonte e na região metropolitana.

? É bem possível que haja uma quadrilha organizada que está praticando o tráfico de crianças e se aproveitando dessas mães, com problemas às vezes psicológicos, e retirando essas crianças.

Fonte: r7