Mulher é suspeita de matar o filho e mandar vídeo para marido

"Olha, o seu filho nem respira", disse ela na gravação.

A americana Christian Clark, de 21 anos, é a principal suspeita de matar o próprio filho identificado como Andre Price III, de 17 meses, e mandar o vídeo do corpo da criança sem vida para o pai, Andre Price Jr. A jovem moradora de McKeesport, na Pensilvânia, também é acusada de tentar matar a filha Angel, de apenas dois anos de idade. Ela está presa, sem direito à fiança, e deve ir a julgamento no próximo dia 16.

De acordo com a polícia, Christian teve uma crise de ciúmes por acreditar que Price planejava se encontrar com outra mulher. Ao longo da noite da última terça-feira, ela enviou uma série de mensagens raivosas para o companheiro, com ameaças contra as crianças.

“Ela estava mandando “mensagens” antes, durante e depois do ato”, afirmou o superintendente da polícia local Coleman McDonough.

De acordo com a acusação, Christian enviou dezenas de mensagens ameaçadoras, incluindo “Suas crianças não estão seguras aqui e eu não as quero” e “Me responda ou eu vou ser presa por colocar crianças em risco”.

A jovem teria matado Andre Price III pressionando o rosto da criança contra um colchão de ar na sala da casa, antes de fazer o mesmo contra a filha, Angel. Por volta das 22h, ela enviou um vídeo para Price, mostrando as duas crianças com o rosto virado para baixo no colchão.

“Veja, Angel ainda está viva e suando”, teria dito Christian, no vídeo. “O seu filho, por outro lado, nem respira”.

Acusada foi presa (Crédito: Reprodução)
Acusada foi presa (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do O Globo