Mulher enterra marido e diz: "Eu não matei, só enterrei"

A acusada prestou depoimento e foi liberada

A cabeleireira Josi Cleide é acusada de ocultação de cadáver e é também a principal suspeita pelo assassinato de seu marido Alexandre Reis, de 38 anos. O corpo da vítima foi encontrado pela polícia no quintal da casa onde ele morava com a família, em Ananindeua, no Pará.

Josi e Alexandre eram casados há quase dez anos e tinham dois filhos. Os dois se desentendiam constantemente, até que uma briga chamou a atenção dos vizinhos. Após os gritos e berros, veio o silêncio. Os dias se passaram e os vizinhos começaram a sentir falta de Alexandre.

A polícia recebeu uma denúncia anônima e vizinhos e testemunhas revelaram que o casal tinha históricos de agressões e que o marido de Josi estava desaparecido há bastante tempo. Segundo testemunhas o crime aconteceu em abril do ano passado.

Josi e Alexandre  (Crédito: Reprodução)
Josi e Alexandre (Crédito: Reprodução)


Na delegacia, a mulher confessou que o esposo usava drogas e que enterrou o corpo, mas afirmou que não foi a responsável pela morte do marido.

" Eu ocultei o cadáver, sim. Mas eu só enterrei, eu não matei, não. Enterrei pra preservar meus filhos, não queria que eles vissem isso. Tive medo, entrei em pânico! "

Para os vizinhos e parentes, Josi mentiu e disse que o marido tinha deixado a família e fugido. A polícia agora aguarda o resultado dos laudos médicos para saber como a vítima foi morta.

Policia procura corpo de Alexandre (Crédito: Reprodução)
Policia procura corpo de Alexandre (Crédito: Reprodução)


O corpo de Alexandre foi encontrado no quintal da casa onde a família morava e passou cerca de seis meses enterrado no local.

O advogado de Josi diz que ela não causa perigo nenhum para a sociedade.

A acusada prestou depoimento e foi liberada, pois não foi presa em flagrante. 

Fonte: Com informações do R7