Mulher está há uma semana algemada à cadeira em delegacia

A mulher só sai para ir ao banheiro e dorme no chão, sempre algemada

Uma mulher de 29 anos está há uma semana algemada a uma cadeira no corredor de uma delegacia de polícia no Maranhão. Clenúbia de Souza foi presa com o marido por tráfico no dia 19 de fevereiro. Ele foi levado para uma cela e ela ficou algemada no banco da delegacia de Codó porque no lugar não há cela feminina. A mulher só sai para ir ao banheiro e dorme no chão, sempre algemada. Na região, as presas eram levadas para a cadeia vizinha de Coroatá, que foi incendiada por presos há um ano e nunca foi recuperada. As informações são do Bom Dia Brasil.

"Nós estamos esperando abrir uma vaga em São Luís para transferir essa senhora", justificou o delegado Rômulo Vasconcelos. Em São Luís, onde fica o presídio feminino mais perto de Codó, a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária afirmou que vaga não é problema. A penitenciária que fica no complexo de Pedrinhas não está superlotada e tem quase 70 vagas disponíveis. A Secretaria de Segurança garantiu que a mulher vai ser transferida ainda nesta quinta-feira.

Fonte: Terra