Mulher estuprada dentro de casa continua em choque após o crime

Vítima foi amarrada e torturada por homem que tentou afogá-la dentro de um vaso sanitário

Uma mulher de 57 anos não consegue voltar para a própria casa, depois de ter sido vítima de estupro dentro da residência, no último dia 31 de agosto, em Contagem, na região metropolitana de BH. A Polícia Militar afirma que este é o crime mais grave contra uma mulher na cidade, neste ano.


Mulher estuprada dentro de casa continua em choque após dez dias do crime

O abuso durou cerca de duas horas. Segundo o relato da filha, que estava viajando quando o crime aconteceu, a mãe estava sozinha em casa, no momento que um homem teria batido no portão.

? Ele pediu para ela vir no portão, dizendo que o meu namorado estava me batendo. Na hora que ela abriu, ele já entrou agredindo, segurando a boca dela para não poder gritar.

Antes de violentar a vítima, o homem teria a levado ao banheiro e tentado afogá-la dentro do vaso sanitário. Depois, ele teria amarrado os braços e pernas da mulher para espancá-la.

Na sala de estar, os móveis continuam revirados. Cacos de vasos no chão apontam que o autor do estupro teria quebrado os objetos na cabeça da vítima. Pedaços dos óculos da dona de casa foram encontrados no chão do quarto. Fios de cabelo da mulher estão presos na maçaneta do banheiro.

O suspeito ainda não foi identificado pela polícia. Segundo a delegada responsável pelo caso, Érica Alvarenga, a motivação do crime ainda é incerto.

? A gente não pode descartar porque ainda está cedo. Precisamos fazer várias diligências para poder descobrir a autoria, mas o principal motivo parece ser vingança.

A vítima passou cinco dias internada e não tem planos para voltar para casa. De acordo com familiares, ela tem dificuldades para conversar, está gaguejando e se assusta com facilidade.

Fonte: r7