Mulher morta estava grávida de suspeito do crime, diz delegado

Mulher morta estava grávida de suspeito do crime, diz delegado

Assassinato aconteceu na noite do domingo (11) em Patu, na região Oeste

A vítima de um assassinato que aconteceu no último domingo (11) em Patu, na região Oeste do Rio Grande do Norte, estava grávida do principal suspeito do crime. Segundo as investigações da Delegacia Regional de Patu, a empregada doméstica Sanclea Fernandes Dantas, de 32 anos, estava no terceiro mês de gestação e morreu vítima de três disparos de arma de fogo quando chegava na casa de um amigo. O delegado Sandro Régis, responsável pela investigação, afirma que já tem evidências que apontam para o ex-namorado da mulher; um jovem de 19 anos. Ele nega qualquer participação no crime.

O homicídio aconteceu por volta das 2h30 do domingo (11). ?Ela estava em uma boate com amigas e saiu para a casa de um amigo, onde ia dormir. Um homem chegou em uma moto e atirou três vezes contra ela?, afirmou. Familiares da vítima disseram que ela sofria ameaças do ex-namorado. A polícia ouve depoimento das famílias da vítima e do suspeito desde esta segunda-feira (12). ?Ouvirei a mãe dela hoje (terça)?, falou.

O delegado descobriu que o suspeito estava na mesma boate de Sanclea na noite do crime. ?Também soubemos que ele saiu de casa em uma moto e chegou em outra. Queremos saber o motivo disso?, contou. Horas após o crime, o jovem foi detido. ?Mas só permaneceu preso porque foi pego em flagrante com uma moto roubada?, revelou. A polícia pediu a prisão do suspeito pelo homicídio, mas a decisão ainda não foi expedida pela justiça.

Sanclea trabalhava como empregada doméstica em Mossoró, também na região Oeste potiguar. ?Ela estava em Patu desde a quarta-feira, de folga?, contou o delegado. Ela e o suspeito encerraram o relacionamento há cerca de um mês. ?As pessoas dizem que ele não se conformava e dizia que iria matá-la caso ela namorasse outra pessoa?, contou.

O jovem permanece negando o assassinato.

Fonte: G1