Mulher presa em aeroporto usa barriga postiça para levar cocaína, diz Polícia Federal

Com elas, a Polícia Federal apreendeu dois quilos de cocaína e mais de 35 gramas de maconha

Duas mulheres foram presas no domingo (26), em Natal, por suspeita de envolvimento em tráfico de drogas. Com elas, a Polícia Federal apreendeu dois quilos de cocaína e mais de 35 gramas de maconha. Uma das suspeitas usava uma barriga postiça cheia de cocaína.

Policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) receberam a informação que uma mulher havia viajado para o Acre em busca de drogas, que seriam vendidas na capital do Rio Grande do Norte. Agentes federais do aeroporto de Parnamirim descobriram que ela voltou para Natal, na companhia de outra mulher.

Quando chegaram ao terminal, as duas usaram conduções diferentes. Uma delas foi detida no estacionamento do aeroporto. A outra, uma diarista de Rio Branco, foi seguida pelas ruas da capital do Rio Grande do Norte.

Ela parou em uma lanchonete, falou ao celular e foi abordada pelos policiais quando tentava pegar um táxi. Nesse momento, os policiais encontraram o pacote de cocaína atado ao corpo com fita adesiva.

A dupla foi levada à Superintendência da PF. De acordo com a polícia, uma delas disse, em depoimento, que viajou até Rio Branco e foi orientada a esconder a droga na barriga de uma moradora do local. As duas seguiram juntas para Natal mas teriam afirmado que, "por razões de segurança", resolveram se separar no aeroporto.

A diarista que transportava o entorpecente na barriga teria afirmado que foi a segunda viagem para o Rio Grande do Norte, com a mesma finalidade. Ela receberia R$ 2 mil pelo "serviço".

A Polícia Federal informa que, neste ano, flagrou 38 pessoas sob suspeita de tráfico de drogas no estado. Desse total, dez eram mulheres.

Fonte: g1, www.g1.com.br