Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa

Suspeita teria matado a vítima com duas facadas

A mulher suspeita de matar o próprio amante a facadas em Itanhaém, no litoral de São Paulo, se entregou a Polícia na tarde desta terça-feira (5). 

Segundo familiares da vítima, a mulher o atacou após descobrir que a vítima queria terminar o relacionamento. Joelina Nascimento Lima, de 42 anos, confessou o crime e foi encaminhada para a Cadeia Feminina de São Vicente. O delegado Jaime Marcelo da Fonte Nogueira, responsável pelo caso, disse que Joelina chorou descontroladamente ao se entregar e se mostrou arrependida. O caso foi registrado no 3º Distrito Policial de Itanhaém.

Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa  (Crédito: Reprodução)
Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa (Crédito: Reprodução)


O crime aconteceu na noite do dia 28/06. O homem identificado por Vancleves da Silva Lima morreu após ser atingido por duas facadas nas costas e três no peito. 

Familiares da vítima contaram à Polícia que Vancleves e Joelina brigavam diariamente e que ele já queria terminar o relacionamento. 

Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa  (Crédito: Reprodução)
Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa (Crédito: Reprodução)


Após cometar o crime, Joelina ainda confessou o crime à família da vítima, por meio do aplicativo de celular WhatsApp. "Discutimos e nos agredimos. Tínhamos bebido. Sempre tinha uma faca ao lado da cama, no caso de alguém tentar entrar em casa. Perdi a cabeça. Chamei a polícia, mas ela não tinha chegado. Então, saí sem rumo", escreveu Joelina.

Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa  (Crédito: Reprodução)
Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1