Mulher que executou comparsa a tiros causa rebelião em presídio, em Manaus

Além de ter causado uma grande confusão, a acusada ainda chegou a agredir Agentes Penitenciários com marteladas na cabeça e fez outras detentas de reféns

Em depoimento à polícia, a mulher alegou que praticou o crime por uma dívida de R$ 3 mil.  De acordo com as últimas informações recebidas, em Manaus (AM) na tarde do último sábado (02) Luciana Ferreira da Silva que havia sido presa e apareceu em vídeo executando o seu comparsa, provocou uma rebelião dentro da Ala Feminina do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) onde ela está presa.

Além de ter causado uma grande confusão, a acusada ainda chegou a agredir Agentes Penitenciários com marteladas na cabeça e fez outras detentas de reféns, no entanto, a policia foi acionada, controlando o conflito rapidamente.

Fonte: folhadosertão