Mulher que foi jogada da sacada por marido fica com rosto deformado

Mesmo na cadeia, ele liga para a ex ameaçando-a de morte.

Um caso chocou a cidade de Goiânia: a empresária Hallyne Netto ficou com o rosto deformado ao ser jogada da sacada do apartamento onde vivia pelo próprio marido após uma briga. Hallyne caiu de uma altura de cerca de sete metros e precisou ficar 14 dias internadas para se recuperar.

Ao todo, foram colocadas 20 placas de platina na face da empresária, que ainda não mexe o lado direito do rosto. O acusado de cometer essa barbaridade é Joãozinho Pereira, que está preso.  

De acordo com ela, mesmo atrás das grades o seu ex conseguiu fazer ligações e ameaçá-la. “Eu morro de medo que ele possa mandar alguém me matar, ou me matar quando sair”, afirmou.

Image title

Essa não é a primeira história de violência no casal. Joãozinho sempre teve comportamento agressivo e já a havia agredido outras vezes. “Na época ele devia uma quantia pra minha mãe e disse que não iria pagar se fizesse a denúncia. Então, não fiz nada”, declarou. Os dois estavam juntos há cerca de sete anos.

Para evitar que Joãozinho saia logo da cadeia, amigos e familiares de Hallyne estão fazendo um abaixo-assinado para entregar ao promotor que cuida do caso. Eles querem que o crime seja enquadrado como tentativa de homicídio e não como lesão corporal, como está atualmente caracterizado. O susto mudou a maneira de pensar da empresária. “Só de eu estar viva agradeço a Deus. Eu esqueci a vaidade que tinha”, disse.

Image title

Image title

Image title



Fonte: Com informações do R7