Mulher que jogou gêmeos pela janela tem depressão pós-parto, diz mãe

A operadora de caixa Gisele Pereira da Fonseca, 25, foi presa em flagrante, na noite de ontem.

A mãe da mulher que confessou, segundo a polícia, ter jogado pela janela do quarto andar de um prédio os dois filhos gêmeos de um ano e cinco meses, em Sete Lagoas (79 km de Belo Horizonte), disse que a filha sofre de depressão pós-parto. O caso ocorreu nesta quarta-feira (7), e as crianças permanecem internadas.

A operadora de caixa Gisele Pereira da Fonseca, 25, foi presa em flagrante, na noite de ontem, após relatar à polícia que havia atirado os filhos pela janela da sala do apartamento onde morava ao se "descontrolar" durante um acesso de "raiva".

Uma das crianças sofreu traumatismo craniano e está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital João 23, em Belo Horizonte. Ele respira sem a ajuda de aparelhos e não corre risco de morrer.

O irmão, que está internado no hospital municipal de Sete Lagoas, sofreu escoriações pelo corpo e teve uma fratura na perna esquerda. Está estável, mas não tem previsão de alta.

"Ela teve depressão pós-parto, os médicos deram um laudo dizendo que ela estava impossibilitada de trabalhar. Tinha se separado e estava muito deprimida. Foi uma soma de problemas que resultou nesse descontrole", disse Maria de Fátima de Oliveira, 44, mãe de Gisele.

Antes de ser levada para o Presídio de Sete Lagoas, Gisele chorou muito, pediu perdão e "suplicou" à mãe para que não a abandonasse, segundo a avó das crianças.

Maria de Fátima relata que saía de casa para trabalhar no momento em que a filha jogou os gêmeos pela janela e que viu as crianças caindo sobre o jardim do prédio. "Vi eles chegando no chão e ajudei os vizinhos a levá-los para o hospital."

Em depoimento, Gisele relatou à polícia que precisava viajar a Nova Lima (MG) para buscar dinheiro com o ex-namorado e pai das crianças e que se desesperou ao não ter com quem deixar os gêmeos.

Ela jogou as crianças pela janela, segundo o depoimento, depois de sua mãe dizer que não poderia ficar com elas porque tinha de trabalhar.

A polícia disse que Gisele será indiciada sob suspeita de tentativa de homicídio.

Fonte: Folha.com