Mulher que se matou pode ter tido surto psicótico, diz polícia militar

Mulher que se matou pode ter tido surto psicótico, diz polícia militar

Ela afirmou que recebeu ligação falando da morte e ateou fogo no próprio corpo

A polícia investiga o caso da mulher, de 56 anos, que morreu após atear fogo no próprio corpo em Tacaranha, no subúrbio ferroviário de Salvador, na Bahia.

O motivo do suicídio teria sido um telefonema que ela recebeu dizendo que filho único havia sido assassinado. A dona de casa perdeu o controle e se matou. No entanto, a polícia disse acreditar que a ligação nunca existiu e que a mulher tenha tido um surto

Fonte: r7