Mulher flagra marido pedófilo em sala virtual

Ele foi condenado a três anos de uma pena restritiva cujos detalhes vão ser derminados pela corte

Uma dona de casa britânica fingiu ser uma adolescente em um site de bate-papo para desmascarar o próprio marido, que ela suspeitava ser pedófilo.

Cheryl Roberts, 61 anos, entrou no site fingindo ser uma menina de 14 anos e pouco depois foi convidada por seu marido, David Roberts, 68 anos, para se encontrarem e terem uma relação sexual.

David Roberts, que foi julgado em um tribunal de Cardiff, no País de Gales, admitiu ter realizado "atividades sexuais" na presença de menores, além de produzir e ter posse de imagens ilegais de pornografia infantil.

Ele foi condenado a três anos de uma pena restritiva cujos detalhes vão ser derminados pela corte e incluem a proibição de se aproximar pessoalmente ou online de menores de 18 anos.

Webcam

No julgamento, Cheryl Roberts disse que começou a suspeitar do tempo que o marido estava passando fechado no escritório de casa, principalmente após ver uma mensagem que apareceu na tela do computador quando ele estava fora.

Usando outro computador, ela entrou na mesma sala de bate-papo e fingiu ser uma adolescente.

Ele então passou a paquerar a "garota" sem saber que se tratava de sua própria mulher.

Segundo a promotoria, David Roberts chegou a usar uma webcam para se filmar realizando "atos indecentes". Cheryl se disse tão chocada com o que viu que decidiu chamar a polícia.

Quando interrogado pelos policiais, Roberts negou ter tido relações sexuais com menores, mas admitiu que "estava pronto para isso".

Relatórios de psiquiatras dizem que ele deve estar sofrendo de algum distúrbio mental que provoca seu comportamento exibicionista.

Os Roberts têm dois filhos e ficaram casados durante quase 20 anos. Agora estão em processo de divórcio.

Fonte: Terra, www.terra.com.br