Mulher tenta suicídio após matar a filha afogada em uma banheira

Outro filho de dela pediu socorro a um tio.

Uma criança de 1 ano e 9 meses morreu depois de ter sido afogada pela mãe em uma banheira, neste domingo, em São Gonçalo do Sapucaí, na região sul de Minas Gerais. Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, a mulher, de 42 anos, se trancou no banheiro com a filha.

Outro filho de dela teria tentando entrar no banheiro, mas como ela não respondia aos chamados, ele pediu socorro a um tio, que ao chegar na casa arrombou a porta e já encontrou a criança sem vida.

A criança e a mãe foram levadas para um hospital da cidade. Ao ser medicada, a mãe contou aos policiais que afogou a filha e em seguida tomou medicamentos e cortou os pulsos para tentar se matar. Na parede do banheiro foram encontradas coladas cinco cartas destinadas ao marido da mulher.

No espelho ela escreveu com um batom a frase: "Seja feliz agora". A perícia da Polícia Civil apreendeu no local uma faca do tipo punhal. A mãe revelou aos policiais que estaria com sintomas de depressão depois que o marido pediu a separação.

Ela está internada sob escolta policial no hospital de São Gonçalo do Sapucaí e ao receber alta será encaminhada à delegacia para prestar depoimento.

Fonte: Terra