Música pode mudar rumo das investigações sobre assassinato

Música pode mudar rumo das investigações sobre assassinato

Na gravação funkeiro fala da própria morte como se soubesse que estava para morrer

Uma gravação encontrada em um tablet que pertenceu a Daniel Pellegrine, o MC Daleste, assassinado durante um show em julho de 2013, pode mudar o rumo das investigações do crime.

O aparelho pertencia a Daleste, que o deu de presente aos primos da mulher, Erica, cerca de seis meses antes do assassinato. No tablet, foi encontrada uma música na qual o funkeiro fala da própria morte como se soubesse que estava para morrer e deixa um recado para as pessoas que ama.

Versos como ?entendi um pouco da vida, mas está difícil de entender um pouquinho da morte?, ?eu vou em direção à luz, eu vou encontrar Jesus? e ? quando eu partir, vou estar olhando por vocês: família, amigos, fãs? suscitou a hipótese de o cantor ter sofrido ameaças de morte.

O perito Ricardo Molina comparou entrevistas do MC e um clipe com o material encontrado e confirmou que a voz pertence à mesma pessoa.

Fonte: r7