Namoradas somem e podem ter sido vítimas de tráfico de mulheres

Elas disseram que iriam fazer uma viagem

Duas mulheres de São Paulo podem ter sido vítimas do tráfico internacional de mulheres. Tais Ferreira da Silva, de 23 anos, desapareceu com a namorada, de 34 anos. A namorada era casada com um homem, mas ele não aceitou muito bem a separação e fazia ameaças. Apesar de denúncias, ainda não há boletim de ocorrência delas contra o homem na polícia.

As duas moravam juntas há nove meses. A irmã de Tais pensava que a viagem das duas seria rápida, duraria 15 dias, mas na despedida ouviu da namorada que as duas iam para a Europa, mas não deu importância e pensou que fosse só uma brincadeira.

Tais dizia ser ajudante de um buffet de São Paulo, que fazia eventos até no exterior. A família da namorada sabia dessa rotina, mas a da Tais não.

Sem contato algum, a polícia foi acionada e foi feito um boletim de desaparecimento. Quase 20 dias depois, uma ligação da Suíça deixou a família intrigada. No telefonema, uma mulher se dizendo advogada da namorada de Tais disse que ela foi presa na Suíça por erro de documento.

A delegada do caso falou que elas podem ter achado que iam fazer um evento e podem ter caído em algum golpe. A mãe de Tais procurou a Polícia Federal no aeroporto de Guarulhos junto com o advogado. Ela queria saber se a filha usou o passaporte para sair do País. Apesar do desespero da mãe, pediram 48 horas paradar uma resposta.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do R7