Namorado é acusado de matar ex-coelhinha da Playboy

A modelo morreu em 8 de fevereiro de 2007 em um hotel-cassino da Flórida

O namorado e dois médicos foram detidos pela polícia acusados pela participação da morte da ex-coelhinha da "Playboy" Anna Nicole Smith.

A modelo morreu em 8 de fevereiro de 2007 em um hotel-cassino da Flórida.

Smith, que foi modelo da marca Guess Jeans, foi escolhida "A Playmate do Ano" da Playboy dos EUA em 1993, e participou de filmes como "Na Roda da Fortuna" e "Corra que a Polícia Vem Aí 33 1/3".

Durante o processo para descobrir a causa da morte, autoridades afirmaram que ela morreu por conta de overdose acidental e que não havia evidência de drogas ilegais no local onde foi encontrado o corpo.

Nesta quinta-feira (12), o namorado Howard K. Stern e os médicos Sandeep Kapoor e Khristine Eroshevich foram acusados de fornecer receitas médicas indiscriminadamente antes da morte da modelo. Os médicos ainda são acusados de fraude e dolo.

Stern e Kapoor foram detidos, mas liberados em seguida pela Justiça de Los Angeles após pagar uma fiança, à noite, de US$ 20 mil. Khristine deve se apresentar à polícia na próxima segunda-feira, segundo as autoridades.

Conforme a promotoria da Califórnia, os médicos e o namorado usaram nomes falsos para poder prescrever ?milhares de pílulas?.

?Ela era obviamente quimicamente dependente. Estes médicos tinham a obrigação de prescrever remédios com fundamentos profissionais. E as provas vão mostrar que isto não aconteceu?, disse o promotor Jerry Brown.

Mais sobre Smith

Vickie Lynn Hogan, nome real da modelo, cresceu na pequena cidade de Mexia, Texas, imitando a legendária Marilyn Monroe. Conheceu o bilionário do petróleo J. Howard Marshall quando dançava numa casa de strip-tease de Houston. Casaram-se em 1994 - ela com 26 anos, ele com 89.

Marshall morreu no ano seguinte, e Smith passou grande parte da sua vida disputando o espólio com a família do empresário. Em maio de 2006, a Suprema Corte dos EUA decidiu que Smith poderia prosseguir seu pleito numa corte federal.

Três dias após dar à luz a uma menina, ela viu o seu filho de 20 anos morto de overdose dentro do quarto do hotel. Cinco meses depois, ela foi encontrada morta. Mesmo assim, continuou sendo destaque na mídia por conta da briga pela paternidade da filha, entre o advogado Howard Stern e o ex-namorado Larry Birkhead, que foi confirmado como o verdadeiro pai de Daniellyn após exames de DNA.

Fonte: g1, www.g1.com.br