Piauiense neto de ex-prefeito é encontrado morto em Brasília

Analista foi achado com uma sacola plástica amarrada à cabeça.

Um analista legislativo do Senado Federal, identificado como Sebastião Araújo Andrade, 34 anos, foi encontrado morto com um saco plástico amarrado à cabeça, em Brasília, no Distrito Federal, na quinta-feira, dia 27 de outubro. O servidor, segundo informações, é natural de Campo Maior e neto do ex-prefeito do município, Raimundinho Andrade. 

De acordo com a Polícia Civil de Brasília, o servidor foi encontrado no banheiro de uma casa, na QL 16 do Lago Sul - um dos endereços mais nobres da capital federal -, com uma sacola plástica amarrada à cabeça, Informações  dão conta de que o servidor, que trabalhava há sete anos no Núcleo de Acompanhamento Legislativo e recebia um salário base de pouco mais de R$ 24 mil, morreu por asfixia.

O caso intrigou os policiais pela forma como o corpo foi encontrado e a semelhança com outra ocorrência cuja vítima também era servidora do Senado Federal. No último sábado, 22/10, um estagiário da TV Senado também foi encontrado morto por asfixia, com um saco plástico preso na cabeça. A polícia também investiga a possibilidade de suicídio, mas há a suspeita de que os dois casos possam estar relacionados.

Uma terceira morte em Brasília guarda certa semelhança com os dois casos dos servidores do Senado: Ivonilson Menezes da Cunha, 39, o "Gato de Botas", que foi condenado por pedofilia e estava em liberdade provisória, foi encontrado morto dentro de uma mala que boiava no lago Paranoá.

O corpo do pedófilo foi achado com um saco plástico envolvendo a cabeça. Ele ficou preso por poucos dias e foi condenado ao cumprimento de "pena alternativa". O caso está sob a responsabilidade da 10ª Delegacia de Polícia, no Lago Sul.



Fonte: Portal Meio Norte