Operação prende oito pessoas em THE

Agentes do 11º Distrito Policial cumpriam mandados por estupros, homicídios e roubo

Uma operação realizada por agentes do 11º Distrito Policial, capitaneada pelo delegado Higgo Martins, prendeu no início da manhã desta sexta-feira (19), oito pessoas acusadas de estupro, homicídio e roubo, dentre elas um adolescente. A polícia cumpria mandados de prisão expedidos pela justiça.

No início da manhã, por volta de 6h, foi Francisco Jesus da Conceição Silva, foi o primeiro a ser preso acusado de abuso sexual infantil. O acusado estava em casa, na Vila Bandeirante, zona Leste. O mandado de prisão de Francisco foi expedido pelo juiz Jesus Amir Abib Tajra Filho, da 7ª Vara Criminal.

Jeferson Maciel de Sousa Mesquita foi o segundo a ser preso na operação obedecendo a mandado de prisão expedido pelo juiz Antônio Reis Noleto. Ele estava foragido desde maio de 2009. Sobre ele, pesa a acusação de ter assassinado José dos Santos Bandeira Neto. O crime aconteceu no povoado Santa Rita, zona Rural de Teresina. ?Nossas investigações apontavam que ele estaria morando com a mãe em uma casa no Parque Jurema, na região do Grande Dirceu,e foi justamente lá que o prendemos?, diz Higgo Martins.

A ação também apreendeu um adolescente de iniciais M.O.S, que havia fugido do CEM e estava foragido. Com é menor, o mandado de busca e apreensão foi expedido pelo juiz Antônio Lopes de Oliveira, da 2ª Vara da Infância e da Juventude.

Os acusados de assalto Murilo José de Sousa, Ricardo de Jesus Evangelista, vulgo Chibel, Valério Abel de Sousa e Francisco de Assis Pereira, todos foragidos da justiça, também foram presos na operação. O último a ser preso foi Davi Gomes Vieira, acusado de homicídio, foi.

O delegado disse que as prisões são resultado de uma reestruturação da delegacia, tanto no aspecto físico-estrutural, quanto de pessoal. ?A populosa região do bairro Piçarreira e adjacências está há pelo menos 55 dias sem que ocorra um homicídio. Quando o bandido vê que naquele distrito estão sendo feitos procedimentos de investigação fica com medo de atuar na área, isso inibe a violência?, justifica.







FOTOS: HÉLVIO MENESES

Fonte: Socorro Carcará