Gravações comprovam a participação de policiais em quadrilha de assaltantes

Gravações comprovam a participação de policiais em quadrilha de assaltantes

De acordo com a PM, os integrantes das quadrilhas já participaram de assaltos a agências bancárias e a agências de correios em todo o estado.

O comandante da Polícia Militar, Gerardo Rebelo, assegurou durante o programa Agora, da Rede Meio Norte desta sexta-feira, 22, que os inquéritos já estão tramitando e que não haverá moleza nas punições aos policiais presos durante a Operação Promorar, realizada nesta quinta-feira, 21.

O desafio dos delegados, segundo a PM, é preparar os inquéritos com todas as provas obtidas nas operações e enviá-las ao poder judiciário e ao Ministério Público. Os envolvidos, presos na operação, são acusados de formação de quadrilha, assaltos e furtos. De acordo com a PM, os integrantes das quadrilhas já participaram de assaltos a agências bancárias e a Agências dos Correios em todo o Estado.

Gravações comprovam a participação dos policiais presos. Segundo a PM, Wellington era um dos chefes e mantinha uma relação próxima com o soldado Alencar. Em um dos trechos da conversa por telefone, Alencar cobra R$ 150 de Wellington para conseguir um rádio da própria polícia para servir à quadrilha.

Durante a entrevista, o coronel disse que a maioria dos crimes que acontecem na grande região do Promorar envolvem traficantes de alta periculosidade. ?Nós mapeamos Teresina. Todos os criminosos a gente conhece?.

Fonte: Denison Duarte