Idoso é suspeito de matar esposa a marretadas após descobrir traição e diz que faria tudo denovo

Idoso é suspeito de matar esposa a marretadas após descobrir traição e diz que faria tudo denovo

O próprio suspeito acionou a polícia e disse que ‘faria tudo de novo’

A idosa Berenice Rosa da SIlva, de 66 anos, foi mortas a marretadas na última sexta-feira (11), em Belém, no Pará. O marido, de 69 anos, é suspeito e confessou à polícia que cometeu o crime depois de descobrir que estava sendo traído.

Diogo Barros acionou uma viatura que passava pelo bairro e indicou a casa da família em que o corpo da mulher estava. Ele foi preso em flagrante e disse que "faria tudo novamente" porque ela o traiu.

O idoso tem outras seis passagens pela polícia, todas por homicídio. Ela foi condenado por crime cometido há mais de dez anos e estava foragido. Barros chegou a ser preso ainda este ano, mas ganhou o direito de responder em liberdade.

Os parentes da vítima disseram que Berenice nunca traiu o marido, mas sim que ele tinha alucinações. A arma usada na morte ainda estava suja de sangue quando a polícia chegou.


PA: idoso é suspeito de matar mulher a marretadas após descobrir traição

Fonte: r7