Padrasto asfixia bebê após tentar matar outras duas crianças

Outra menina foi pendurada em balanço

Rafael dos Santos, de 30 anos é suspeito de matar a enteada de um ano e oito meses asfixiada em Porto Alegre (RS). Outras duas crianças também foram vítimas do padrasto. Uma delas chegou a ser pendurada em um balanço. A outra, ficou 45 dias internada no hospital. O homem foi preso.

O acusado e Angélica ficaram juntos por alguns anos, tiveram dois filhos e se separaram. Durante o tempo de dez anos em que estiveram separados, ela teve outras três filhas.

Pouco tempo depois, o casal voltou a morar junto com os cinco filhos em um conjunto na zona sul de Porto Alegre. Segundo conhecidos, a relação dos dois era doentia, com muitas brigas e traições .

Na frente da mulher, Santos fingia conviver bem com as enteadas. Porém, quando a mulher saía de casa, ele espancava as crianças — de um ano e oito meses, seis anos e nove anos. Os maus tratos eram frequentes. As crianças reclamavam, mas não eram ouvidas.

O homem respondia por inquérito desde 2012. Mas só foi preso agora após a morte da menina Sophia.


Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do R7