Padrasto de menina queimada com soda cáustica se apresenta à polícia

Ele chegou com queimaduras no rosto e na lateral do corpo e acusou a mulher de ter jogado o produto nele.

Luciano Rodrigues, o padrasto da menina de 4 anos queimada com soda cáustica em Paranavaí (PR) após uma briga com a mãe da criança, se apresentou na quinta-feira à delegacia da cidade. Ele chegou com queimaduras no rosto e na lateral do corpo e acusou a mulher de ter jogado o produto nele. O Conselho Tutelar do município já retirou a criança e outros dois irmãos dela, de 2 e 7 anos, de casa.

O homem estava foragido desde quarta-feira, quando o incidente aconteceu. A menina foi atingida no rosto pela soda cáustica durante a discussão do casal. A mãe teve queimaduras na perna. As duas foram atendidas pela Santa Casa de Paranavaí.

De acordo com a conselheira tutelar Neli Maria Torrente, as três crianças foram retiradas da guarda da mãe como medida de proteção. A providência foi tomada, segundo ela, "já que há conflito entre os dois e, no inquérito, não há uma versão certa, não se sabe se foi o pai ou a mãe".

As duas crianças mais velhas são enteadas de Fabrício, e a de dois anos é filha dele. Elas estão em local não divulgado para a segurança delas e ficarão fora até que a situação seja resolvida.

Fonte: Terra