Padrasto é acusado de estuprar e matar enteado de 1 ano e 4 meses

Criança foi agredida e logo em seguida estuprada pelo padrasto.

Um jovem identificado como Wellington Aparecido Braga Vieira, de 23 anos, foi preso acusado de estuprar e matar o próprio enteado, uma criança de apenas  1 ano e  4 meses, na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. De acordo com a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que investiga o caso, o crime aconteceu no dia 15 de março.

A delegada Luciana Camargo Renesto Ruivo, titular da DDM, informou que a mãe havia saído para revolver um problema e teria deixado o filho na companhia do acusado. Ao chegar em casa, encontrou  a criança  e a levou para o Unidade Básica Distrital de Saúde (UBDS), mas ela não resistiu e morreu. O corpo apresentava sinais de violência.  

Na quarta-feira, dia 13  de abril, o Ministério Público denunciou à Justiça Wellington Aparecido Braga Vieira que depereceu no dia do crime e acabou sendo capturado e levado para o  Centro de Detenção Provisória de Ribeirão. Caso condenado, o padrasto pode receber pena de 12 a 30 anos de reclusão.

Ainda segundo a delegada, o menino foi agredido e em seguida estuprado. O corpo passou por exames no Instituto Médico Legal (IML).

Wellington Aparecido Braga Vieira
Wellington Aparecido Braga Vieira





Fonte: Com informações do G1