Padrasto é preso suspeito de colocar a criança em máquina de lavar roupa

A mãe foi mantida em cárcere privado e também sofreu agressões.

Um jovem de 21 anos foi preso suspeito de ter torturado uma menina de dois anos e a mãe dela em Campo Grande (MS), no domingo (27). Segundo o delegado Paulo Sérgio Lauretto, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), a garota foi colocada dentro de uma máquina de lavar roupa em funcionamento, levou socos e foi obrigada a ingerir bebida alcoólica. A mãe foi mantida em cárcere privado e também sofreu agressões.

O suspeito prestou depoimento durante a manhã e negou que tenha cometido qualquer crime. Segundo o delegado, a mãe da criança, de 19 anos, namorava o rapaz há cerca de três meses e no dia 22 de outubro decidiu ir morar junto com ele. O jovem teria apresentado um comportamento agressivo com a criança e não deixou mais que ela saísse de casa.

A vítima relatou à polícia que convenceu o homem a deixá-la levar a criança para ficar com a avó materna, no domingo. A mãe da jovem ficou com a garota e notou as marcas pelo corpo. Ela procurou um hospital e depois uma delegacia.

A polícia conseguiu chegar até a residência onde a mãe da criança estava e prender o suspeito. As duas deverão receber apoio psicológico. O delegado informou que tanto a mulher como a criança tinham hematomas por todo o corpo.

O suspeito foi autuado por cárcere privado e tortura. Além do depoimento, ele passou por exame de corpo delito e foi encaminhado ao presídio do capital.

Fonte: r7