Padrasto é suspeito de espancar enteado de 2 anos até a morte

Padrasto de 17 anos teria tentado espancar a criança anteriormente.

Um adolescente de apenas 17 anos está sendo investigado acusado de espancar até a morte uma criança de apenas 1 ano e 8 meses, De acordo com a Divisão de Homicídios, o menor mora com a mãe da criança, Aminadabe Santos, que durante depoimento revelou ter tentado salvar a vida do filho.

"Quando o meu irmão me entregou ele, ainda fiz uma respiração na boca dele, ele ficou com uma coisinha na garganta, como se fosse enforcamento. Aí eu percebi. Eu comecei a balançar ele, e ele já tava gelado, roxo”, afirmou , Aminadabe.

A mãe conta que já suspeitava do companheiro. "Certo dia eu cheguei em casa. Peguei a criança roxa. Ele disse (padrasto) que ele tinha derrubado a televisão em cima dele. Olhei a cabecinha dele e tinha uma pancada na cabeça. Peguei e disse para ele tomar mais atenção. Daqui um dia vão pensar que tu tá batendo nele”, acrescentou.

O adolescente foi levado para prestar depoimento e liberado logo em seguida. O caso segue sob investigação da Divisão de Homicídios. 

Casa onde a criança foi espancada até a morte
Casa onde a criança foi espancada até a morte




Fonte: Com informações do G1